13 Fev 2017

Lisboa é “a” cidade romântica

Panteão Nacional de Lisboa

Não sabe o que oferecer no Dia dos Namorados? Tem receio de ser banal ou de oferecer o normal? Nós compreendemos. Quando se fala do dia 14 de fevereiro, todos os namorados chegam a uma encruzilhada: que vou oferecer?

Das duas, uma. Ou planearam antecipadamente e já têm a prenda, ou andam a pesquisar pela Internet o que poderá ser a melhor opção, acabando por oferecer o normal bouquet de rosas.

Nós este ano, queremos ajudar a quebrar com o normal, o banal. Este ano, além de sugerirmos um circuito Tailor Made para oferecer no Dia dos Namorados, queremos lançar um desafio: crie o Fim-de-semana dos Namorados!

Porque tem que se sujeitar a um dia? Comemore um fim-de-semana especial. Faça um Lisboa Total num tuk tuk. Vá a um espetáculo de teatro. Viva a noite do Bairro Alto. Durma num dos inúmeros Hotéis ou Hostels existentes na capital. Seja diferente!

Quanto a sítios a visitar, e que pode incluir no circuito Tailor Made, sugerimos quatro que podem ajudá-lo a animar a chama da paixão.

Panteão Nacional – Igreja de Santa Engrácia

O Panteão Nacional (Igreja de Santa Engrácia) é um marco da cidade de Lisboa. Não só por se destacar na paisagem urbana de quem se aproxima pelo rio, mas também pelas lápides que lá contêm e pela sua estética.

Quem chega a Lisboa pelo rio Tejo, cedo repara num magnífico edifício de estilo barroco, com uma enorme cúpula. Mal sabe o visitante que lá dentro, além de o pavimento ser em mármore colorido, estão os restos mortais de cidadãos portugueses que se distinguiram por serviços prestados ao país (Amália Rodrigues, Almeida Garrett, Sophia de Mello Breyner e Eusébio, por exemplo).

Claro que não nos podemos esquecer da maravilhosa paisagem envolvente. A forma como quem de lá de cima, junto à cúpula, pode abraçar o Estuário do Rio Tejo com o olhar, é uma mostra como até neste monumento há espaço para o romance.
Feira da Ladra

Feira da Ladra

A Feira da Ladra é uma feira popular de objetos usados que ocorre na cidade de Lisboa, mesmo junto ao Panteão, às terças e sábados. Ou seja, depois de visitar este monumento, pode andar um bocado a pé e visitar uma das feiras mais antigas do país (as suas raízes remontam ao século XIII) e comprar alguma velharia, artesanato ou objetos em segunda mão.

Quem sabe, se aqui encontra aquele vinil que a sua namorada, ou namorado, procura há anos. Ou uma t-shirt especial, ou até mesmo um ferro antigo, tal e qual ao que a sua bisavó utilizava. Uma boa prenda de Dia de Namorados, não?
Portas do Sol

Miradouro das Portas do Sol

Claro que não podemos esquecer o Miradouro das Portas do Sol, sito no Largo com o mesmo nome. Aqui poderá ver a Igreja de São Vicente de Fora, a cúpula do Panteão Nacional e todo o Bairro de Alfama, que se estende por ruas estreitas e sinuosas até ao Rio Tejo.

Um local perfeito para tomar qualquer coisa, enquanto relaxa numa esplanada e contempla a beleza à sua frente e partilha alguns comentários românticos e promessas de amor, com quem o acompanha.
Jardim do Torel

Jardim do Torel

Já que estamos a falar em relaxar e namorar, porque não o fazer no Jardim do Torel? O jardim está situado junto ao Campo dos Mártires da Pátria e é um espaço com um conjunto de palacetes construído ao gosto revivalista do século XIX.

Daqui pode ver a Baixa, o Rio Tejo, a Avenida da Liberdade e a Sétima Colina, além de poder passear-se pelos pequenos lagos que o compõe, ou gozar as sombras proporcionadas pelas árvores que lá se encontram. No verão, ainda pode banhar-se na praia urbana que é ali criada em agosto.

Não espere mais…

De que está à espera? Embarque num tuk tuk e “navegue” pela capital mais romântica da Europa (que nos desculpem os parisienses!). Para mais informações, basta contactar-nos, que nós podemos ajudá-lo a desenhar a melhor rota para o seu dia/fim-de-semana romântico.

Deixe um comentário

Nome
E-mail
Website