17 Mai 2017

Roteiro turístico de Lisboa e dos seus jardins

Roteiro Turístico de Lisboa e seus Jardins

Lisboa é uma cidade encantatória. Já assistiu a um pôr-do-sol a partir da margem do rio Tejo? E de um dos muitos miradouros de Lisboa? Ou do Castelo de São Jorge? Se já, sabe perfeitamente do que estamos a falar.

Outra característica de Lisboa é a sua enorme oferta de locais para se visitar, conhecer e explorar. Quem tiver um pouco de tempo, consegue fazer e explorar vários roteiros turísticos de Lisboa.

Nós temos alguns que criámos a pensar em si e em todos os que querem passear por Lisboa de uma forma calma, guiada e ecológica. Tours desenhados para lhe dar a oportunidade de ser turista nesta cidade tão cobiçada pelos estrangeiros.

No entanto, como sabemos que também gostaria de fazer algo ao seu gosto e para oferecer a alguém em especial, também temos as Tailor Made tours. Fale connosco, apresente as suas ideias e falamos da possibilidade de fazer aquilo que deseja. Por exemplo, porque não aproveita os nossos tuk tuks, ou os Twizy, para conhecer os jardins de Lisboa?

Parque Eduardo VII

Cinco jardins de Lisboa para visitar

  1. O Parque Eduardo VII é o maior parque do centro de Lisboa. Baptizado com o nome do rei de Inglaterra, que em 1903 reforçou a aliança do seu país com Portugal, situa-se acima do Marquês de Pombal e oferece uma vista inigualável da Avenida da Liberdade e do rio Tejo. Os seus cerca de 25 hectares (mais ou menos 25 campos de futebol) incluem grandes áreas de jardim, um parque infantil e um miradouro. Algo a não perder!
  2. O Parque das Nações é um lugar único na paisagem lisboeta e esconde algumas áreas verdes (cerca de um terço do Parque das Nações), como o Rossio dos Olivais e o seu espelho de água, o Jardim das Ondas, junto ao Teatro Camões, ou o Jardim das Águas, mesmo ao lado do Oceanário. Tesouros que vale a pena serem descobertos enquanto se passeia pelo lugar que recebeu a Expo’98, ou se assiste a um pôr-do-sol.
  3. Os Jardins da Torre de Belém são ideias para um piquenique à beira rio, ou simplesmente para apanhar uns banhos de sol, enquanto o buliço da cidade fica, literalmente, para trás. Popular entre alfacinhas e turistas, estes jardins foram construídos em 1940, para a Grande Exposição do Mundo Português, motivo pelo qual também foi construído o Padrão dos Descobrimentos.
  4. Os Jardins da Fundação Calouste Gulbenkian são o espaço ideal para relaxar, escrever, pintar, fotografar ou simplesmente estar e dormitar. Com um lago, riachos e caminhos com uma naturalidade orgânica, este jardim recebe todos os verões espectáculos no seu anfiteatro e também é uma referência a nível da Arquitetura Paisagística portuguesa, graças ao traço subtil dos arquitetos paisagistas António Viana Barreto e Gonçalo Ribeiro Telles.
  5. O Jardim dos Moinhos de Santana, cujo nome vem dos dois únicos moinhos de vento em funcionamento em Lisboa, foi aberto ao público há 20 anos e é ideal para uma sesta, um piquenique, uma caminhada, ou mesmo fazer acrobacias com o skate. Aproveite os cinco hectares (cerca de cinco campos de futebol) de relvado para estar em família, amigos e sozinho (porque não?).

Jardim da Torre de Belém

Leave a reply

Name
E-mail
Website